quinta-feira, 21 de agosto de 2008

G8 SOBRE A FOME.....



Trufas e caviar no jantar da cimeira do G8 sobre fome

Cimeira. Oposição britânica já reclamou

Trufas e caviar no jantar da cimeira do G8 sobre fome Os líderes das oito economias mais industrializadas do mundo (G8), reunidos numa cimeira no Japão, estão a causar espanto e repúdio na opinião pública internacional, após ter sido divulgada aos órgãos de comunicação social a ementa dos seus almoços de trabalho e jantares de gala.

Reunidos sob o signo dos altos preços dos bens alimentares nos países desenvolvidos - e consequente apelo à poupança -, bem como da escassez de comida nos países mais pobres, os chefes de Estado e de Governo não se inibiram de experimentar 24 pratos, incluindo entradas e sobremesas, num jantar que terá custado, por cabeça, a módica quantia de 300 euros.

Trufas pretas, caranguejos gigantes, cordeiro assado com cogumelos, bolbos de lírio de Inverno, supremos de galinha com espuma de raiz de beterraba e uma selecção de queijos acompanhados de mel e amêndoas caramelizadas eram apenas alguns dos pratos à disposição dos líderes mundiais, que acompanharam a refeição da noite com cinco vinhos diferentes, entre os quais um Château-Grillet 2005, que está avaliado em casas da especialidade online a cerca de 70 euros cada garrafa.

Não faltou também caviar legítimo com champanhe, salmão fumado, bifes de vaca de Quioto e espargos brancos. Nas refeições estiveram envolvidos 25 chefs japoneses e estrangeiros, entre os quais alguns galardoados com as afamadas três estrelas do Guia Michelin.

Segundo a imprensa britânica, o 'decoro' dos líderes do G8 - ou, no mínimo, dos anfitriões japoneses - impediu-os de convidar para o jantar alguns dos participantes nas reuniões sobre as questões alimentares, como sejam os representantes da Etiópia, Tanzânia ou Senegal.

Os jornais e as televisões inglesas estiveram na linha da frente da divulgação do serviço de mesa e das reacções concomitantes. Dominic Nutt, da organização Britain Save the Children, citado por várias folhas online, referiu que 'é bastante hipócrita que os líderes do G8 não tenham resistido a um festim destes numa altura em que existe uma crise alimentar e milhões de pessoas não conseguem sequer uma refeição decente por dia'. Para Andrew Mitchell, do governo-sombra conservador, 'é irracional que cada um destes líderes tenha dado a garantia de que vão ajudar os mais pobres e depois façam isto'.

A cimeira do G8, realizada no Japão, custou um total de 358 milhões de euros, o suficiente para comprar 100 milhões de mosquiteiros que ajudam a impedir a propagação da malária em África ou quatro milhões de doentes com sida. Só o centro de imprensa, construído propositadamente para o evento, custou 30 milhões de euros.

terça-feira, 15 de julho de 2008

Só os ursos usam pele de urso

ACTIVISTAS NUS REÚNEM-SE EM FRENTE À EMBAIXADA BRITÂNICA EM PROTESTO AO CONTÍNUO ABATE DE URSOS NEGROS PARA A CONFECÇÃO DOS CHAPÉUS CERIMONIAIS DE SUA MAJESTADE, A RAINHA

Activistas portugueses pedem a Sua Majestade, a Rainha, e ao Ministério da Defesa Britânico que coloquem um fim ao massacre dos ursos negros para a confecção dos chapéus ornamentais utilizados pela Guarda Real.
Vestindo pouco mais do que chapéus de pele sintética e com a bandeira do Reino Unido pintada nas suas costas nuas, dois membros da PETA Europe (People for the Ethical Treatment of Animals) e dois membros da Acção Animal estiveram em frente à Embaixada Britânica segurando uma faixa com a frase: "Só os ursos usam pele de urso". O grupo pede a Sua Majestade, a Rainha, e ao Ministério da Defesa que parem a matança desnecessária dos ursos para a confecção dos chapéus cerimoniais.

Membros da PETA (People for the Ethical Treatment of Animals) e Acção Animal estarão nus na esperança de pôr um fim ao massacre dos ursos. Pode chegar a ser necessário utilizar a pele de um urso inteiro na confecção de um único chapéu. Muitos destes ursos são baleados várias vezes antes de morrer. Alguns escapam dos caçadores e sangram até à morte. Quando as mães ursas são mortas, os filhotes órfãos acabam por morrer de fome.

"Estamos aqui hoje para expor a verdade nua e crua que se esconde por trás dos chapéus da Guarda Real. Enquanto continuar a permitir a matança de ursos para algo que não tem função senão ornamental, o Ministério da Defesa Britânico continuará com sangue nas suas mãos. "Hoje em dia é fácil encontrar materiais sintéticos, obtidos sem crueldade e de aspecto atraente", diz Lauren Bowey, coordenadora da campanha da PETA. "A tradição não é justificação para a crueldade."
Numa pesquisa encomendada pela PETA Europe, cerca de 80 por cento dos Britânicos consultados disseram ser contra o uso de dinheiro público para financiar a matança dos ursos negros do Canadá com a finalidade de confecção de chapéus cerimoniais para os Cinco Regimentos da Guarda da Rainha da Inglaterra. A PETA e os seus afiliados unem-se a personalidades como Pamela Anderson, Pink, Sir Roger Moore, Morrissey, James Cromwell, Twiggy e outros a pedir o fim da utilização da pele de urso na confecção dos chapéus da Guarda Real.
Sexta-feira, 11 de Julho de 2008
Embaixada Britânica, Lisboa

terça-feira, 11 de março de 2008

Carta Aberta

Carta Aberta ao Senhor Ministro dos Assuntos Parlamentares

Exmº Senhor Ministro Augusto Santos Silva,

Venho por este meio informá-lo que me sinto insultado pelas suas afirmações proferidas ontem à noite, em Chaves e dadas hoje à estampa na comunicação social escrita.

Foi o comunista do meu pai, Sérgio Vilarigues, que esteve preso 7 anos (dos 19 aos 26) no Aljube, em Peniche, em Angra e no campo de concentração do Tarrafal para onde foi enviado já com a pena terminada. Que foi libertado por «amnistia» em 1940, quatro anos depois de ter terminado a pena. Que passou 32 anos na clandestinidade no interior do país, o que constitui um recorde europeu. Não foi ao seu pai, e ainda bem, que tal sucedeu.

Foi a comunista da minha mãe, Maria Alda Nogueira, que, estando literalmente de malas feitas para ir trabalhar em França com a equipa de Irène Joliot-Curie, pegou nas mesmas malas e passou à clandestinidade em 1949. Que presa em 1958 passou 9 anos e 2 meses nos calabouços fascistas. Que durante todo esse período o único contacto físico próximo que teve com o filho (dos 5 aos 15 anos) foi de 3 horas por ano (!!!). Que, sublinhe-se, foi condecorada pelo Presidente da República Mário Soares com a Ordem da Liberdade em 1988. Não foi à sua mãe, e ainda bem, que tal sucedeu.

Foi a mãe das minhas filhas, Lígia Calapez Gomes, quem, em 1965, com 18 anos, foi a primeira jovem legal, menor (na altura a maioridade era aos 21 anos), a ser condenada a prisão maior por motivos políticos - 3 anos em Caxias. Não foi à sua esposa, e ainda bem, que tal sucedeu.

Foi a minha filha mais velha, Sofia Gomes Vilarigues, quem até aos 2 anos e meio não soube nem o nome, nem a profissão dos pais, na clandestinidade de 1971 a 1974. Não foi à sua filha, e ainda bem, que tal sucedeu.

Fui eu, António Vilarigues, quem aos 17 anos, em Junho de 1971, passou à clandestinidade. Não foi a si, e ainda bem, que tal sucedeu.

Foi o caso do primeiro Comité Central do Partido Comunista Português eleito depois do 25 de Abril de 1974. Dos 36 membros efectivos e suplentes eleitos no VII Congresso (Extraordinário) do PCP em 20 de Outubro de 1974, apenas 4 não tinham estado presos nas masmorras fascistas. Dois tinham mais de 21 anos de prisão. Com mais de 10 anos de prisão eram 15, entre eles Álvaro Cunhal (13 anos).

São casos entre milhares de outros (Haja Memória) presos, torturados e até assassinados pelo fascismo.

Para que houvesse paz, democracia e liberdade no nosso país. Para que o senhor ministro pudesse insultar em liberdade. Falta-lhe a verticalidade destes homens e mulheres. Por isso sei que não se retratará, nem muito menos pedirá desculpas. As atitudes ficam com quem as praticam.

Penalva do Castelo, 8 de Março de 2008

António Nogueira de Matos Vilarigues

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Os Putos (nova versão)

video

Com os agradecimentos ao Rui Simões, por se ter lembrado de me enviar este vídeo. Não podia deixar de o partilhar com quem me visitar. Liguem o som e divirtam-se (com coisas sérias).

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Destino: Lituânia


Pois é, a minha filhota vai brevemente para a Lituânia fazer ERASMUS. E a propósito disso criou um blog, o http://azimute44.blogspot.com/ .
Que tenhas por lá uma boa estadia e te divirtas (trabalho em diversão é muito mais agradável) é o que te desejo filhota.